sábado, 10 de março de 2007

Blacksad: Nação Ártica - Resenha de HQ



Blacksad: Nação Ártica, Panini Comics, 54 páginas
Roteiro: Juan Diaz Canales
Arte: Juanjo Guarnido

Sinopse:

Ao investigar o desaparecimento de uma menina,
o detetive particular John Blacksad entra em con-
tato com a mãe que lhe revela muito menos do que
realmente sabe, o obrigando a se envolver em uma rede
de intrigas e escândalos velados, envolvendo a alta so-
ciedade, igreja e Ku Klux Kan.



Crítica:
E neste segundo volume a memorável galeria de talking
animals
continua seu desfile: éguas professoras (sem
trocadilhos seu maliciosos, estamos falando de animais
falantes ha, ha, ha, ha...), ursos polares racistas, cachorros gaiatos,
cachorras vagabundas (literalmente ha, ha, ha...) dentre outros.
Os desenhos do Guarnido estão ainda mais bonitos, as vezes che-
gando a lembrar o traço do gênio iuguslavo Enki Bilal.O texto
do Canales mantém a qualidade, com frases de efeito e pitadas
de humor na dose certa, e confesso que o final chocante e inespe-
rado me pegou de calças curtas.
Nação Ártica talvez seja menos cativante que o primeiro volume,
mas mantém o ótimo nivel e é altamente recomendada.

Cotação: **** de *****

Nenhum comentário: