sábado, 17 de março de 2007

Terror is a Man (1959)-Resenha



Terror is a Man (1959) Direção: Gerardo de Leon

Sinopse:
Em uma exótica ilha tropical, cientista trabalha
com experimentos envolvendo homens e animais.
Após ser salvo e medicado na casa/laboratório do
cientista, um náufrago passa a investigar as pesquisas
e a natureza dos experimentos, e se depara com um bi-
zarro híbrido genético.



Crítica:
Esta adaptação não oficial do clássico do H. G. Wells
A Ilha do Dr Moreau é o primeiro filme de horror pro-
duzido nas Filipinas. Apesar do enredo previsível e de sua
dúbia origem, o filme é melhor do que aparenta, su-
perior inclusive a maioria das produções Z feitas nos
EUA na mesma época. O diretor de Leon, com uma boa no-
ção de posicionamento de câmera, imprime um ritmo
langoroso ao filme; a fotografia em preto e branco cromado
é boa, o cenário exótico e o bom uso das paisagens natu-
rais pesam em favor do filme. Infelizmente seus noventa
minutos pesam um pouco na narrativa, tornando o filme em
certos momentos heavy going, e a ação propriamente dita só
ocorre nos vinte minutos finais.O estilo do diretor e o filme
como um todo me lembraram, guardadas as devidas proporções
é claro, às produções da RKO dirigidas pelo Jacques Tourneur
nos anos 40.
The Terror is a Man
é um produção assumidamente B, mas que
procura manter a dignidade em seus noventa minutos.

Cotação: *** de *****

Nenhum comentário: