sábado, 7 de abril de 2007

Daimajin (1966)-Resenha de filme






Direção: Kimiyosho Yasuda

Sinopse:
Em um vilarejo japonês, um déspota toma o
poder e escraviza a população com o intuito,
dentre outras coisas, de construir uma fortale-
za para se proteger dos inimigos.Quando da de-
rrubada do antigo lord, seus dois filhos são sal-
vos do massacre e passam a viver numa montanha
ao lado de uma cachoeira e de uma imensa estátua
de Manji (espécie de criatura mitológica maligna
que foi supostamente selada por deus em uma
couraça de pedra). Dez anos após o massacre, uma
"força de resistência"começa a se formar com o in-
tuito de destronar o déspota e libertar a população
dos mal tratos e escravidão.


















Crítica:
A lenda de Manji que se livra da couraça de pedra (
com ajuda da força divina) e liberta a população
do seu opressor, tem muitos paralelos (provavelmente
originados da mesma fonte no caldeirão da história)
com a lenda do Golem (imortalizado na literatura pelo
Gustav Meyrink e no cinema pelo Paul Wegenner).
Daimajin é uma surpeendente fantasia folclórica de so-
bretons religiosos que me soou como uma mistura dos clá-
ssicos filmes de monstros japoneses com filmes de samurais
e temperado pelo vasto e riquíssimo folclore japonês.
A direção é boa, alternando cenas de ação e lutas, com mo-
mentos mais dramáticos e reflexivos.O monstrengo é char-
mosamente tosco mas no final, com um pouco de boa von-
tade, acaba convencendo.
Pela sua forte inclinação folclórica e incomuns sobretons
religiosos, Daimajin nào é seu monster movie tradicional e
por estes motivos deve ser visto pelos fãs e não-fàs do gê-
nero.

Cotação: **** de *****

Nenhum comentário: