domingo, 6 de maio de 2007

Os pequenos gigantes do cinema fantástico-Parte 2

TERENCE FISHER

Quando se fala em horror gótico ou
horror de época, o nome dos estúdios Hammer, junto com
seus astros Lee e Cushing e seus monstros emblemáticos,
nos vem a mente. O que poucos se lembram é de um dos
principais responsáveis pelo sucesso artístico e comercial
da sua fase de ouro. Terence Fisher era um diretor de muitas
qualidades que mesmo em seus momentos menos inspirados
(pelo menos em seus trabalhos para a Hammer) nunca deixava
de ser interessante. Dono de um estilo que primava pela simpli-
cidade e precisão, não era chegado a floreios, firulas nem ma-
labarismos exibicionistas, para Fisher menos era mais.Tinha um
extraordinário senso de posicionamento de câmera e extremo
bom gosto no uso das cores (no filme A Múmia atentem para o
uso surreal do colorido na cena da emergência da múmia no
pântano), Fisher tinha os olhos de um pintor.
Os filmes da Hammer já são cultuados o suficiente para serem
considerados injusticados, eles não precisam de reconhecimento;
Fisher sim.


JIRI BARTA

Este discípulo do Jan Svankmajer (comentado em outro post) tem em seu currículo menos de uma dúzia de curtas e médias metragens, mas como quantidade nunca foi sinônimo de qualidade
já deixou sua marca na animação underground. Assim como seu mestre, mistura em várias obras animação stop-motion com live-action, diferente dele, opta por um approach menos surrealista e obtuso (o que não quer dizer que as obras do Barta sejam comerciais) porém com a mesma intensidade visual. Poderíamos classificar suas melhores obras como "contos morais"
tendo como egoísmo e ganância seus temas principais. Sua obra prima ainda é The Pied Piper of Halmin, pertubadora releitura da fábula moral que conta a história de uma vila dominada pelos ratos e de como um flautista se vinga de seus gananciosos habitantes que lhe recusaram a
pagar por um trabalho.
Há vários anos Barta angaria fundos para a produção de uma adaptação do clássico do Gustav Meyrink The Golem. A julgar pelo trailer que rola na net promete ser sua obra prima.


Nenhum comentário: