sábado, 22 de setembro de 2007

Epicuro o sábio:Visitando o Hades (Capítulo 1)-Resenha de HQ



Sinopse:
Na Grécia antiga o filósofo Epicuro chega a Atenas
com o intuito de abrir uma escola de filosofia. Na
acrópole ele toma contato com Sócrates, Aristóteles,
e se une a Platão e um temperamental Alexandre O
Grande adolescente para combater, a pedido de ou-
tro filósofo, uma catástrofe glacial provocada por
uma deusa da natureza, após sua filha Perséfone ter
sido sequestrada por Hades e levada as profundezas
do inferno.

Crítica:
Tenho lido a respeito dessa revista há vários anos
e confesso que nunca me despertou o menor interesse,
até tomar conhecimento do time artístico por trás desse
gibi. Messner-Loebs e Sam Kieth (mais conhecido pelo
público mainstream como o co-criador de Sandman) são
a força criadora por trás de The Maxx, um dos gibis mais
idiossincráticos e insanamente geniais já criado. Claro que
isso não garante nada, mas quando se toma contato com
um artista tão original, criativo e vigoroso como o Kieth (
não é de estranhar que ele tenha se sentido criativamente
preso na Sandman e tenha abandonado o gibi após 5 edi-
ções) as expectativas aumentam consideravelmente.
Epicuro têm uma proposta extremamente ousada: misturar
filosofia, mito, história e humor em um gibi cujo desenhista
demonstra forte inclinação para o grotesco, caricato, absur-
do e surreal. Ao argumentista resta a difícil tarefa de equili-
brar e costurar elementos e referências históricas e filosóficas
na tapeçaria narrativa e temperá-la com boas doses de imagi-
nação e humor. O que era para ser um amontoado de refe-
rências costuradas numa boneca de pano disforme, se trans-
forma num maravilhoso gibi histórico-filosófico com uma
narrativa ágil, leve mas ao mesmo tempo erudita; a mágica
funcionou e apesar das minhas tentativas de destrinchá-la o
truque ainda continua guardado a sete chaves pelo time cria-
tivo.
Inteligente, engenhoso e hilário, Epicuro é um gibi absolu-
tamente indispensável.

Nota sobre a edição brasileira:
Mais uma vez a Editora Conrad dá um show de profissionalismo
e respeito ao leitor com uma edição em capa dura, muito bem
editada, traduzida, impressa e com um exclusivo e informativo
prefácio que dá um bom contexto para os leitores não familiaria-
rizados como história, mitologia e filosofia (deixa no chinelo a
edição americana).

Cotação: ***** de *****

Nenhum comentário: