sábado, 1 de setembro de 2007

The Travel Tales of Mr. Joseph Jorkens-Lord Dunsany-Resenha de livro



Crítica:
Se você recebe uma sugestão do seu editor para es-
crever um livro sobre suas viagens a lugares inóspi-
tos e exóticos, mas se sente desconfortável em colo-
cá-las no papel meramente como diários de viagem,
porque não disfarça-las como ficção? Temperá-las
com boa dose de imaginação e humor low-ley; orna-
mentá-las com floreios estilísticos, maneirismos vi-
torianos, poesia, pathos, beleza, melancolia e doses
cavalares de ambiguidade e colocá-las na boca de um
simpático bon-vivant-viajante-mentiroso-aventureiro-
contador de histórias, que está sempre pronto para soltar
a língua e a imaginação no Billiards Club desde que algum
membro do clube lhe ofereça uma boa dose de whisky
com soda para lhe "estimular a memória" e consequente-
mente oferecer aos seus companheiros alguns momentos
de prazer.
Não se espantem pelo silliness da concepção, não existe
nada de ordinário nos contos do Jorkens.
Escritos numa época em que muitos achavam que a carreira
do Dunsany como contista (após uma extraordinária ex-
plosão criativa no começo do século XX), havia encerrado,
eis que surge The Tale of the Abu Laheeb e com os contos
subsequentes ficava claro que ele tinha reencontrado o cami-
nho das pedras.
Um dos aspectos mais interessantes destes contos é seu cará-
ter ambíguo. Apesar das histórias serem fantasiosas e absur-
das ao extremo, não muito distantes daquelas do Barão de
Munchausen, elas exalam um estranho ar de "realismo" e
"plausibilidade" e no final o leitor nunca sabe em que ou em
quem acreditar, e aí reside seu fascínio e apelo. Ainda que
o Jorkens seja presença constante, sua verdadeira natureza
permanece, assim como suas aventuras, um enigma.
No intrigante The Tale of the Abu Laheeb (primeiro da série de
mais de 150 contos) Jorkens se depara com um estranho animal
que conhece o uso do fogo; Our Distant Cousins conta uma im-
provável aventura a Marte, The Electric King é um magistral con-
to de horror espiritual/existencial sobre um ambicioso magnata dos
dynamos que sofre uma espécie de colapso mental e seu pesadelo
toma forma de um rato gigante que o persegue nos quatro cantos
do mundo em meio a sua busca desesperada por paz espiritual; Mrs
Jorkens é uma adorável fantasia romântica em que ele se casa com
uma sereia(!!); The Witch in the Willows é uma magnífica parábola
sobre a dor da perda e a importância do cultivo do mistério em nossas
vidas; em A Large Diamond Jorkens caminha pela superfície de um
diamante gigante (!!) achando se tratar de uma superfície gelada;
em outro escapa da morte por afogamento em um rio de whisky (!!!); The King
of Saharab nos alerta sobre o perigo das ilusões, noutro conto uma circe
moderna numa ilha do mediterrâneo atormenta um jovem depois que ele
decide abandoná-la.
Com tantos contos magistrais escritos no começo do século, fica difí-
cil recomendar este livro como material introdutório +++, mas The Travel
Tales of Mr. Joseph Jorkens é um dos genuínos clássicos da weird fiction.


Cotação: ***** de *****

Nenhum comentário: