sábado, 13 de setembro de 2008

Jumper-George Zebrowski-Resenha de Conto

Image Hosted by ImageShack.us

Sinopse:
Psicólogo recebe uma paciente
que afirma acordar em um lugar
diferente onde originalmente
adormeceu. Achando se tratar
de um típico caso de sonam-
bulismo, oferece um tratamento
prolongado mas intriga-se com
a relutância da paciente em admitir
problemas com o sono. Disposta a
provar se tratar de um caso de
desmaterialização, propõe ao
psicólogo que a acompanhe durante o
sono por uma noite, proposta esta
que ele recusa temendo abalar sua
reputação. Envolvido afetivamente
com a paciente e disposta a ajudá-la
acaba por aceitar a proposta mas
mal sabe o que lhe espera.


Crítica:
George Zebrowski está se tornando
o meu modelo ideal de um contista
de ficção especulativa: fortes caracte-
rizações, sólida base científica,
enredos ousados e originais, belo uso
de conceitos filosóficos e existenciais
e um estilo de uma lucidez, concisão
e precisão digno dos melhores minia-
turistas.
Jumper caberia como uma luva numa
daquelas séries de FC clássicas como
Twilight Zone ou Outer Limits. Quase
visualizo suas situações embaladas na-
quela maravilhosa fotografia do gênio
do preto e branco Conrad Hall ou o
Rod Serling introduzindo o conto.
Nas primeiras linhas o autor joga o leitor
no mente dos personagens: o psicólo-
go sendo "invadido" pela inteligência
e convicção da paciente e ela ao mesmo
tempo profundamente pertubada com
os "jumps" noturnos implorando impli-
citamente por ajuda.
Falar mais é estragar as surpresas deste
conto maravilhoso.

Cotação: ***** de *****

Nenhum comentário: