sexta-feira, 10 de abril de 2009

The Invaders: Beachead-Resenha de episódio

Sinopse:
Após observar o pouso de uma espaçonave
em uma área isolada dos EUA, o arquiteto
David Vincent procura auxílio em uma ci-
dadezinha mas é ridicularizado e perseguido.
Ao encontrar o endereço de um casal que se
encontrava próximo à região do pouso em
um vilarejo abandonado, o mistério se adensa
quando ele adentra uma área proibida do
vilarejo e descobre uma espécie de base 
alienígena equipada com máquinario de função
desconhecida. Confuso e com estranhos em seu
encalço ele pede auxílio a um amigo que parece
ser a única pessoa que acredita em sua história.


Crítica:
Os Invasores é uma série clássica dos anos
60 que infelizmente não ficou tão conhecida
quanto as produzidas pelo Irwin Allen, o que
é lamentável, pois Invaders não só é muito 
superior em vários aspectos como, a meu 
ver, apesar de alguns elementos datadíssimos,
envelheceu muito melhor e pode ser vista
sem trincar os dentes e arrancar os cabelos.
Sim, têm lá seu charme tosco e camp mas 
têm roteiros superiores e o conceito central
é tratado com um grau de "'seriedade"
praticamente ausente nas séries do Allen 
após as temporadas iniciais de Viagem ao Fundo 
do Mar e Perdidos no Espaço.
Se por um lado, a limitada idéia central de 
um homem perseguido por alienígenas ao
mesmo tempo em que tenta desmas-
cará-los não oferece fôlego para várias
temporadas, Os Invasores, nas duas temporadas
que durou, marcou época justamente pela 
habilidade na exceução desta idéia. 
Beachead é o piloto e um perfeito ponto
de partida para quem não conhece a série,
já com todos os elementos que a transformaram
num artefato cult: roteiros simples, claros e pre-
cisos; direção (neste episódio) leve, fluída e segura
do Joseph Sargent que imprime um excelente 
ritmo a narrativa enquanto manipula habilmente  
a tensão e paranóia Dickeana (as marcas 
registradas da série) e claro, a presença caris-
mática do ator Roy Thinnes no papel do arquiteto 
David Vincent.
Beachhead não vai mudar sua vida, mas se você
gosta de uma FC old-fashioned narrada
com vigor e boas doses de tensão, atmosfera
e paranóia pode mergulhar de cabeça.

Cotação: ***** de *****

Nenhum comentário: